Texto 1

Estudo recente aponta que crianças acima do peso possuem 75% mais chance de serem adolescentes obesos e adolescentes obesos têm 89% de chance de serem adultos obesos. Pesquisas do Ministério da Saúde indicam que 12,9% das crianças brasileiras de 5 a 9 anos são obesas e 18,9% dos adultos estão acima do peso. Por isso, além de centrar ações nos primeiros dias de vida, como o incentivo ao aleitamento materno, é importante também que haja políticas de estímulo ao hábito saudável devem aliar ações de alimentação e atividade física.  (Adaptado de http://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/45494-obesidade-infantil-traz-riscos-para-a-saude-adulta. Acesso em 30 set 2019)

 

Texto 2

pastedGraphic.png

(Disponível em http://anais-comunicon2016.espm.br/GTs/GTPOS/GT9/GT09-HELDER_MORAES.pdf. Acesso em 30 set 2019)

 

Texto 3

Fatores de risco são os mesmos no mundo todo
No geral, a maioria dos grupos de saúde concorda que existem vários fatores de risco para a obesidade infantil. Entre eles se destacam: consumo de alimentos e bebidas com alto teor calórico e baixo teor de nutrientes; atividade física insuficiente; excesso de tempo inativo em frente a TV ou outras telas; uso de medicação, e sono inadequado.

“A principal coisa que descobrimos foi que havia uma relação entre o nível de atividade física – especialmente a atividade física moderada a vigorosa – e a obesidade em todos os lugares”, disse Barreira, que participou do estudo. (Disponível em https://www.revistaplaneta.com.br/obesidade-infantil-e-um-dos-maiores-desafios-do-seculo-21/. Acesso em 30 set 2019)

Com base nos textos acima e no seu conhecimento de mundo, escreva um texto dissertativo-argumentativo sobre o seguinte tema:

Obesidade Infantil: como combater esse problema?